terça-feira, 13 de abril de 2010

Capítulo 1 - O encontro

É claro que eu sabia quem ele era... "Brown eyes, black hair", como dizia minha amiga ("Nice ass" ela adicionaria ao vê-lo sair), ele ia todos os dias à lanchonete onde eu trabalhei nos últimos 2 verões e agora se tornara meu emprego fixo.

Jason Jones, o homem estranho da região - um pequeno bairro de uma grande cidade - lindo de morrer, inteligente e perfeito, mas antipático, solitário e metódico. Todos os dias, durante os 4 anos que ele passou nesse buraco de cidade, ele fez a mesma coisa, saiu de casa, passou na lanchonete comprou um jornal, sentou-se e leu-o tomando café. Após, saiu para.. Bom, ninguém sabia - e ninguém tinha coragem de perguntar.

Lindo e misterioso - tudo que pai nenhum deseja para sua filha e tudo que uma mulher quer para suas aventuras mais sórdidas. Eu? Eu tinha medo dele.

Corriam histórias pela cidade: que ele era rico, excêntrico, que era um assassino, rico com o saque de suas vítimas, que o filho desse ou daquele famoso, se falava de tudo.

Mas ninguém chegava tão perto da realidade quanto a minha bisavó.

- Ele é imortal - ela dizia - ele morava aqui quando eu tinha a sua idade e se mudou 7 anos depois. Fazem uns 90 anos, mas nunca vou esquecer: eu era apaixonada por ele. Ora, todas éramos.

Claro que não acreditávamos nela, pensávamos que era a idade, que ela o estava confundindo com alguém de sua juventude, mas agora sei que ela tinha razão. Ele é imortal, assim como agora também sou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário